VOLTAR PARA OS ARTIGOS

 

Reverberação - RT60

Data do artigo: 23/06/2014

A reverberação em um ambiente, também chamada de RT60 (Tempo que o som emitido leva para perder 60 db) é na prática o quanto "vivo" o som fica dentro da sala depois de emitido até deixar de ser percebido por nossos ouvidos. A questão primordial envolvida na importancia de se condicionar esses tempos de reverberação é porque quanto mais o som durar, maior a probabilidade desta "sobra" se encontrar com os outros sons emitidos causando mais confusão, perda de inteligibilidade e cancelamentos de fase que deterioram a qualidade (fidelidade) do som no geral.

Basicamente o que deve ser feito é adicionar materiais absorvedores ao ambiente para absorver essas ondas sonoras, assim diminuindo seu tempo de reverberação, porém isso não pode ser feito aleatoriamente pois, afinal, cada material tem uma eficiência maior em uma região de frequência, por exemplo, materiais como Dry Wall e Vidro absorvem bem graves porque vibram e tem mais densidade, já a lã de vidro e espumas de menor expessura são muito mais eficientes nos médio-agudos e agudos. O bom equilíbrio entre esses materiais chamamos de Coloração da Reverberação e pode ser atingida (calculado) usando tabelasde coeficientes de absorção, planilhas ou softwares acústicos.

O tempo de reverberação ideal pode variar em função do objetivo da sala, mas em geral segue a tabela abaixo:

Fonte: Biblia do Som - L.Cysne

Esses valores são para 1KHz, em geral salas de estudio de pequeno porte (50m3 = (20m2 x 2,5m)) tem RT60 entre 0,19 ~ 0,26 dependendo do objetivo.

Na tabela (Azul) abaixo podemos ver uma relação mais precisa em várias bandas de frequência que vão de 125Hz até 4KHz, bem como a proporção ideal entre frequências (Verde) e alguns dados relativos ao RT60:

Fonte: Curso Luiggi Granieri / Audio Complete

Resumindo de nada adianta um investimento enorme em equipamentos sem a devida atenção a acustica da sala. Um exemplo que sempre uso em aula é o de um automóvel esporte da alta performance rodando em uma estrada de terra esburacada, mesmo o veículo sendo excelente e muito potente sem um ambiente adequado sua performance será muito ruim e em alguns casos inviável.

Veja o vídeo abaixo com uma simulação em software que compara uma sala sem tratamento (RT60 Alto e Difusão Baixa) e uma com tartamento (RT60 Baixo e Difusão Alta).

Eng. Luiggi Granieri

Abaixo temos um vídeo de demonstração na prática da sala sem e com tratamento.

Apesar da gravação executada no vídeo abaixo ter sido realizada com microfone Omnidirecional e por esse motivo não ser o ideal para o objetivo de apreciação musical e sim uma ferramenta de medição técnica, o vídeo demonstra bem a redução de RT60, Coloração e Difusão e ilustra bem os benefícios do condicionamento.